ESCOLA DE SAMBA ÁGUIA DE OURO ( SOUSA - PB )

Terça-feira , 31 de Agosto de 2010

REUNIÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA

 

CONVOCAÇÃO PARA REUNIÃO Nº 003/2010.

 

                 O Presidente do Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Águia de Ouro, no uso das atribuições que lhe são conferidas  pelo Estatuto nos seus artigos: 12° e 14° convocam os sócios das Diretorias Executivos e Fiscais para se Reunir para tratar de assuntos referentes ao Carnaval 2011 e Ponto de Cultura Samba, Arte e Cidadania, Neste Dia 07 de Setembro de 2010, Terça Feira às 15h30min na Escola Municipal Rômulo Pires, na Rua Deocleciano Nunes de Rezende, Bairro Zú Silva Nesta Cidade.  

  

Sousa – Paraíba, 31 de AGosto de 2010

 

Joilson Alves Batista

Presidente da ESAO

 

Adriana Formiga de Lima

Secretaria da ESAO


Escrito por DIRETORIA. ÁGUIA DE OURO às 09h47
[] [envie esta mensagem] []


Sexta-feira , 18 de Junho de 2010

HISTÓRIA DO CARNAVAL

HISTÓRIA DO CARNAVAL
Em Roma, em Glória ao deus Saturno, comemoravam-se as Saturnais.Esse festejos eram de tamanha importância que tribunais e escolas fechavam as portas durante o evento, escravos eram alforriados, as pessoas saíam às ruas para dançar. A euforia era geral. Na abertura dessas festas ao deus Saturno, carros buscando semelhança a navios saíam na "avenida", com homens e mulheres nus. Estes eram chamados os carrum navalis. 
Muitos dizem que daí saiu a expressão carnevale. 
A história do carnaval começa no princípio da nossa civilização, na origem dos rituais, nas celebrações da fertilidade e da colheita nas primeiras lavouras, às margens do Nilo, há seis mil anos atrás.Os primeiros agricultores exerciam a capacidade humana, que já nas nas cavernas se distingiuia em volta da fogueira, da dança, da música, da celebração...

Foram na intenção da Deusa Isis, no Egito Antigo, as primeiras celebrações carnavalescas.Com a evolução da sociedade grega evoluiram os rituais, acrescidos da bebida e do sexo, nos cultos ao Deus Dionisus com as celebrações dionisíacas.Na Roma Antiga bacanais, saturnais e lupercais festejavam os Deuses Baco, Saturno e Pã. A Sociedade Clássica acrescenta ainda uma função política de distenção social às celebrações, tolerando o espírito satírico, a crítica aos governos e governantes nos festejos.

A civilização judaico cristã fundamentada na abstinência, na culpa, no pecado, no castigo, na penitência e na redenção renega e condena o carnaval e muito embora seus principais representantes fossem contrários à sua realização, no séc. XV, o Papa Paulo II contribuiu para a sua evolução imprimindo uma mudança estética ao introduzir o baile de máscaras quando permitiu que em frente ao seu palácio, na Via Lata, se realizasse o carnaval romano. Como a Igreja proibira as manifestações sexuais no festejo, novas manifestações adquiriram forma: corridas, desfiles, fantasias, deboche e morbidez. Estava reduzido o carnaval à celebração ordeira, de carater artístico, com bailes e desfiles alegóricos. 

Depois do Egito, o primeiro, do segundo em Grécia e Roma Antigas e do terceiro, no Renascimento Europeu, particularmente em Veneza, o Carnaval encontra no Rio de Janeiro o seu quarto centro de excelência resgatando o espírito de Baco e Dionisus em tese de Hiram Araújo, estudioso do carnaval e do samba, ao contar uma história que completa seu sexto milênio e que acompanha a própria história da humanidade, a história do carnaval, considerando os seus Centros de Excelência,  dividida em quatro períodos: o Originário, (4.000 anos  a.C. ao século VII a.C.), o Pagão, (do século VII a.C. ao século VI d.C.), o Cristão ( do século VI d.C. ao século XVIII d.C.) e o Contemporâneo (do século XVIII d.C. ao século XX). 

"Centros de Excelência responsáveis pela criação e irradiação dos modelos da festa.
Cada Centro de Excelência do Carnaval, age como verdadeira usina de forças centrípetas absorvendo as culturas dos povos e de forças centrífugas irradiando os modelos de carnaval para o mundo. Os padrões de carnaval irradiados sofrem adaptações nas cidades em que os carnavais ocorrem." 


Escrito por DIRETORIA. ÁGUIA DE OURO às 08h35
[] [envie esta mensagem] []


Quarta-feira , 16 de Junho de 2010

O carnaval de 2011 será talvez nosso maior desafio. Porque?

Em 2008 alcançamos um merecido 4° lugar mais em 2009 todos sabem o que aconteceu, na mudança de governo no nosso municipio atrazou um pouco os recursos para as escolas.

Em 2010 tínhamos a obrigação de provar que não somos escola pequena ir conseguimos passa para tráz três escolas campeãs de sousa.

Mais em 2011 nosso desafio será ainda maior, pois todos dizem que nossa responsabilidade é maior vamos fazer um grande desfile quer a cidade de sousa nunca viu.
Então muito mais do que desfilar temos que encantar, levantar, não deixar duvidas e fazermos um carnaval de campeão para não ficarmos dependendo de jurado e nem nota nenhuma.

Nossos ensaios já começa em Setembrol e todos têm de participar, nosso evento mensal que vem ai após o são João é feijoada todos os finais de més e será o point do samba de Sousa aparti de setembro.

Vamos que vamos gente nossa águia tem Vôoo altos daqui pra frente.
Vamos nos unir mais para vencermos mais esse desafio e provar que somos grandes e que merecemos estar onde estamos.


VAMOS NESSA COMUNIDADE AGORA É PRA VALER.........


Escrito por DIRETORIA. ÁGUIA DE OURO às 10h13
[] [envie esta mensagem] []


Quarta-feira , 05 de Maio de 2010

REPRESENTANTE DO ÁGUIA DE OURO

ASSINA CONVÊNIO COM SUBSECRETARIA DE CULTURA DA PARAIBA

 

        O PRESIDENTE DO GRÊMIO RECREATIVO CULTURAL ESCOLA DE SAMBA ÁGUIA DE OURO, JOILSON ALVES BATISTA ASSINOU O CONVÊNIO DO PONTO DE CULTURA SAMBA,. ARTE E CIDADANIA, COM A SUBSECRERARIA DE CULTURA DA PARAIBA E PROGAMA MAIS CULTURA DO MINISTERIO DA CULTURA SERÃO ENVESTIDOS 180.000,00 MIL REAIS EM TRÊS ANOS, SENDO EM (03) PACELAS DE 60.000,00 MIL REAIS PARA NOSSA COMUNIDADE É DE MUITA ALEGRIA RECEBE APOIO DA  DO MINISTERIO DA CULTURA AGORA ACREDITAMOS QUER NOSSOS OBJETIVOS SERÃO ALCAÇADOS.


Escrito por DIRETORIA. ÁGUIA DE OURO às 08h08
[] [envie esta mensagem] []


Sábado , 01 de Maio de 2010

Subsecretaria de Cultura assina contratos com novos Pontos de Cultura na Paraíba

O Governo do Estado da Paraíba, através da Subsecretaria Executiva de Cultura assinou contrato na última quinta-feira, com os selecionados do projetos do programa Pontos de Cultura na Paraíba. Cada contratante receberá a quantia de R$ 60.000,00, totalizando nessa primeira etapa um montante de R$ 1.200.000,00.

Os projetos encaminhados à Subsecretaria de Cultura vieram de todas as regiões do Estado. O programa Pontos de Cultura implica num investimento de 3,8 milhões em 3 anos. Cada projeto receberá R$180.000,00 dividido três parcelas de R$ 60.000,00. O objetivo é promover a diversidade cultural por meio do fomento e incentivo aos artistas, grupos artísticos independentes e pequenos produtores culturais. Os Pontos de Cultura são iniciativas desenvolvidas pela sociedade civil que, após seleção por edital público, firmam convênio com o Governo do Estado e o Ministério da Cultura, e tornam-se responsáveis por articular e impulsionar ações que já existem nas comunidades.

RELAÇÃO DOS CLASSIFICADOS DO EDITAL DE SELEÇÃO PARA PONTOS DE CULTURA DO ESTADO DA PARAÍBA
Foram selecionados por ordem decrescente de classificação, 20(vinte) projetos nas seguintes Mesorregiões conforme item 5.10  saber: do Edital, a

01 – PIPA – Projeto Inclusão, Participação e Arte na Reforme Agrária, do proponente Amazona – Associação de Prevenção a AIDS

02 – Ponto de Cultura Fortaleza de Santa Catarina, do proponente Associação Artístico-Cultural de Cabedelo,

03 – Lagoa de Cultura, do proponente Associação Comunitária de Mulheres de Lagoa de Dentro

04 – Ligas da Cultura, do proponente Cooperativa de Produção Agropecuária do Assentamento Tiradentes

05 – Ponto de Cultura Redenção, do proponente Associação dos Familiares Rurais do Projeto de Assentamento Redenção

06 – Pont TV, do proponente Associação Beneficente Casa Caiada,

07 – Cultura e Arte Popular Paraibana, do proponente Associação de Desenvolvimento Comunitário Antônio Mariz-ADCAN,

08 – Ponto de Cultura Ypuarana, do proponente Associação dos Produtores Rurais de Mamanguape de Cima,

09 – Histórias e Estórias de Pilões, do proponente Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Pilões,

10 – Biblioteca Livro em Roda, do proponente Centro de Educação Popular de Nova Palmeira-CENEP,

11 – Difusão de Experiências Culturais na Região Curimataú do Território de Borborema, do proponente Associação de Apóio a Políticas de Melhoria de Qualidade de Vida, Meio Ambiente, Convivência com a Seca e Verticalização de Produção Familiar – Arribaçã,

12- Cultura de Caatinga, do proponente Centro Vida Nordeste,

13 – Portadores de Eficiência, do proponente Cia. Cuitense de Teatro,

14 – O Som da Cidadania, do proponente Sociedade Filarmônica Santa Ana,

15 – Ponto de Cultura Arte Cidadã, do proponente Conselho Comunitário de São Bentinho,

16 – Estação Cultura, do proponente Associação Sócio Cultural Educacional e Ambiental-ASCA,

17 – Casa de Beradero, do proponente Instituto Cultura Casa do Beradero, Catolé do Rocha/PB

18- Ser Especial Com Arte Cultura e Cidadania do proponente, APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais,

19 – Ponto de Cultura Vieirocultura, do proponente Grupo de Teatro Oficina,

20 – Ponto de Cultura Samba, Arte e Cidadania, do proponente, Grêmio Recreativo Cultura Escola de Samba Águia de Ouro,

Mais informações acessando o www.cultura.pb.gov.br

Da assessoria da Subsecretaria Executiva de Cultura do Estado da Paraíba


Escrito por DIRETORIA. ÁGUIA DE OURO às 07h29
[] [envie esta mensagem] []


Quinta-feira , 29 de Abril de 2010

Governo do Estado Assina Contratos do programa Pontos de Cultura na Paraíba

O Governo do Estado da Paraíba, através da Subsecretaria Executiva de Cultura assina contrato nesta quinta-feira, dia 29, às 14 horas, com os vinte projetos selecionados no programa Pontos de Cultura na Paraíba. Cada contrato será da ordem de R$ 60.000,00, totalizando nessa primeira etapa um montante de R$ 1.200.000,00.
   Estes projetos foram analisados pela Comissão de Avaliação Técnica dos Projetos e de Análise de Mérito, composta pelos representantes da Subsecretaria Executiva de Cultura, representantes do Ministério da Cultura, Sindicato dos Jornalistas da Paraíba e Universidade Estadual de Paraíba.
Os projetos encaminhados à Subsecretaria de Cultura vieram de todas as regiões do Estado. Neste primeiro edital, apenas os municípios de João Pessoa e Campina Grande não foram contemplados pelo programa. O programa Pontos de Cultura implica num investimento de 3,8 milhões em 3 anos.     Cada projeto receberá R$180.000,00 dividido três parcelas de R$ 60.000,00.
   O objetivo é promover a diversidade cultural por meio do fomento e incentivo aos artistas, grupos artísticos independentes e pequenos produtores culturais. Os Pontos de Cultura são iniciativas desenvolvidas pela sociedade civil que, após seleção por edital público, firmam convênio com o Governo do Estado e o Ministério da Cultura, e tornam-se responsáveis por articular e impulsionar ações que já existem nas comunidades.
   O Pontos de Cultura não têm um modelo único de instalações físicas, de programação ou atividade, é uma iniciativa que impulsiona a realização de ações envolvendo arte e educação, cidadania com cultura e cultura com economia solidária

 


Escrito por DIRETORIA. ÁGUIA DE OURO às 14h08
[] [envie esta mensagem] []


Terça-feira , 13 de Abril de 2010

REUNIÃO DIRETORIA EXECUTIVA

REUNIÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA

 

CONVOCAÇÃO PARA REUNIÃO Nº 001/2010.

 

O Presidente do Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Águia de Ouro, no uso das atribuições que lhe são conferidas  pelo Estatuto nos seus artigos: 12° e 14° convocam os sócios das Diretorias Executivos e Fiscais para se Reunir para tratar de assuntos referentes ao Carnaval 2011, Dia 17 de Abril de 2010, Sábado às 19h30min na Escola Municipal Rômulo Pires, na Rua Deocleciano Nunes de Rezende, Bairro Zú Silva Nesta Cidade.   

 Lembramos aos Excelentíssimos Diretores da ESAO quer nas Reuniões da Diretoria Executiva Fica Proibida a Participação de Crianças e Outros quer não faça Parte da Diretoria, Desde Já Agradecemos a Comprenção de todos.

 

 

Sousa – Paraíba, 13 de Abril de 2010

 

Joilson Alves Batista

Presidente da ESAO

 

Adriana Formiga de Lima

Secretaria da ESAO

 


Escrito por DIRETORIA. ÁGUIA DE OURO às 19h09
[] [envie esta mensagem] []


Quinta-feira , 01 de Abril de 2010

Melhor Noticia da Teia 2010

 

No momento de fechamento da Teia 2010: Tambores Digitais, a grande notícia foi a confirmação, vinda de Brasília, de que a partir de agora os Pontos de Cultura terão um representante junto ao Conselho Nacional de Política Cultural. Além dessa vaga, os pontos conquistaram lugar, também, na Comissão do Programa Cultura Viva.

O anúncio dessas novidades é uma prova indiscutível do reconhecimento, por parte do governo, da importância dos Pontos de Cultura no contexto social brasileiro. “São poucas as entidades e movimentos que têm assento nesse Conselho, que define políticas pública para o Brasil. Isso significa que os Pontos de Cultura estão assumindo espaços cada vez maiores nessa discussão”, explicou Gel Brito, do Centro do Teatro do Oprimido (Ponto de Cultura – RJ), membro da Comissão Executiva que organizou a Teia em Fortaleza. Ele comemorou a notícia e destacou que essas conquistam reforçam o movimento.

O encerramento das atividades da Teia aconteceu na manhã de quarta-feira (31), no Sebrae, quando chegou ao fim a atual gestão da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura e houve a apresentação dos novos 52 integrantes (27 representantes dos estados e 25 representantes de GTs). Por meio de votação foi decidido que dentro de 90 dias (em julho, portanto) será realizada a primeira reunião presencial da nova Comissão, mas as conversas iniciais devem acontecer o mais breve possível, por meio da internet.

Em meio a uma série de reclamações relacionadas à maneira como foi conduzido o processo de transição entre as duas equipes, havia a necessidade de se tomar decisões importantes, uma vez que era urgente o envio de uma lista tríplice ao ministro Juca Ferreira, que deve, a partir desses nomes, definir o representante da Comissão Nacional junto ao Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC).

Os três nomes indicados para compor a lista foram aceitos por consenso, e agora cabe ao Ministério escolher entre Chico Simões (Ponto de Cultura Invenção Brasileira – DF), Mário Brasil (Ponto de Cultura Naus – AC) e Norma Paula Moreira (Ponto de Cultura Roteiro de Luz – Instituto Cidade – CE).

Além da vaga no CNPC, os pontos terão representantes, também, na Comissão do Programa Cultura Viva. “Na verdade conquistamos, ao todo, 4 cadeiras: 3 no Cultura Viva – indicaremos três nomes e eles serão automaticamente aprovados -, e essa no Conselho ”, concluiu Gel.

AVALIAÇÃO

Norma Paula Moreira, Coordenadora Geral da Teia 2010, destacou a participação dos representantes de Pontos em todos os eventos programados, desde as apresentações da Mostra Artística até a Plenária Final, quando foram apresentadas as propostas dos fóruns estaduais e dos GTs.

Para ela o evento foi bem sucedido, e isso fica muito claro se observada a variedade e força das propostas apresentadas – tanto federais quanto estaduais -, todas no sentido de engrandecer o Programa Cultura Viva em todos o território brasileiro. “Resta agora que os governos acatem essas decisões, e daí vem a importância dessas comissões que alguns estados criaram – como é o caso do Ceará – que vão trabalhar muito para que essas propostas e deliberações não fiquem no papel”, explicou.

Outro detalhe apontado pela Coordenadora Geral do evento foi a composição dessa nova Comissão Nacional, que tem muitas pessoas novas. “E essa mistura do novo com a experiência de quem já participava do processo cria a perspectiva de se dar uma grande alavancada nos trabalhos”, explicou.

Os números finais da Teia devem estar disponíveis em aproximadamente um mês, mas Norma adiantou que o evento contou com a participação de aproximadamente 5 mil pessoas, além do apoio de grande parte da população de Fortaleza. “A cidade atendeu o chamado, sentiu-se dona da Teia e contemplada em todas as atividades. Cheguei a ouvir “Que legal que os pontos de Cultura fizeram isso para a gente”, comemorou. E a despeito de todos os problemas que possam ter acontecido, ela acredita que essa Teia foi a mais aconchegante de todas as que já aconteceram.


Escrito por DIRETORIA. ÁGUIA DE OURO às 16h21
[] [envie esta mensagem] []


Terça-feira , 16 de Março de 2010

ELEIÇÃO ÁGUIA DE OURO

>

ASSENBLÉIA GERAL EXTRAORDINARIA PARA FINS ELEITORAL

NO  ÚLTIMO  DOMINGO  DIA  14 / 03 / 2010  O  GRÊMIO  RECREATIVO  CULTURAL  ESCOLA  DE SAMBA   ÁGUIA   DE   OURO   REALIZOU   A   ASSENBLÉIA   GERAL   EXTRAORDINARIA   PARA  ELEIÇÃO DA NOVA DIRETORIA

             AS 19:30 MINUTOS O PRESIDENTE DA MESA DIRETORA JOSÉ RIBAMAR DA SILVA, ABRIL OS TRABALHOS PARA REALIZAÇÃO DA ELEIÇÃO DA NOVA DIRETORIA, OS SOCIOS COM DIREITO A VOTO COMPARECERAM EM MASSA A VOTAÇÃO. AO FINAL DA VOTAÇÃO CONTAÇÃO DOS VOTOS A CHAPA VENCEDORA UNIDOS PELO ÁGUIA DE OURO, APOS PLOCAMAÇÃO DO RESULTADO FINAL FOI DADA      POSSE A NOVA DIRETORIA COM A SEGUINTE FORMAÇÃO.

DIRETORIA EXECUTIVA

JOILSON ALVES BATISTA. (PRESIDENTE)

JOSÉ RIBAMAR DA SILVA. (VICE PRESIDENTE)

ADRIANA FORMIGA DE LIMA. (SECRETARIA)

JOSÉ CARLOS DE SOUSA. (DIRETOR ADMINISTRATIVO)

ALESSON FRANCISCO ARAUJO SIMÕES. (DIRETOR FINANCEIRO)

CRISTIANO JUSTINO DA SILVA. (DIRETOR DE PATRIMONEO)

LUIZ CESAR DA SILVA. (DIRETOR SOCIAL)

CONSELHO FISCAL

FABIO FERREIRA DA SILVA. (PRESIDENTE)

GILBERLÂNDIO FERREIRA FELIZ. (VICE PRESIDENTE)

ANTONIO CARLOS DA SILVA. (MEMBRO)

FRANCISCO DAS CHAGAS LIMA NETO. (SUPLENTE)

JOSÉ LEODIER DA SILVA. (SUPLENTE)

JOILTON ALVES BATISTA. (SUPLENTE) 



 


Escrito por DIRETORIA. ÁGUIA DE OURO às 20h58
[] [envie esta mensagem] []


Domingo , 14 de Março de 2010

Primeira escola de samba de São Paulo completa 70 anos

O ritual se repetia dia a dia no cruzamento localizado no fim da rua. Para atravessar para o "lado nobre" da cidade, negros e visitantes lavavam os pés em um riacho que corria no local. Foi na simbólica paisagem que Deolinda Madre se inspirou para batizar uma criação, em 1937, que a tornaria um marco na história de São Paulo.

Pelas mãos de Madrinha Eunice, como era conhecida, os paulistanos ganharam sua mais antiga escola de samba em atividade: a Lavapés, que neste Carnaval comemora 70 anos.

O fato de ser mulher e se envolver com o samba já era avançado demais para a época. Ela ainda era negra e pobre.

"Ela é um marco na história do samba de resistência. Se tornou um dos cinco baluartes do samba paulista", diz Edléia Santos, presidente da União das Escolas de Samba Paulistanas, responsável pelas agremiações que não são dos Grupos Especial e de Acesso.

Hoje, a Lavapés está bem longe das irmãs Vai-Vai, Peruche e tantas outras que nasceram na esteira de sua criação.

Desfila no Grupo 3. Mas tem a meta de, em poucos anos, voltar à elite que ocupou até o fim dos anos 60 --soma 19 títulos.

Em 95, Madrinha Eunice morreu, aos 87. Passou o estandarte para Rosimeire Marcondes de Moraes, 39, sua neta, que sabe de cor a história da avó. E mistura admiração e tristeza pelos rumos da Lavapés.

"Chegaram escolas novas, o Carnaval evoluiu, mas ela não queria se modernizar", conta.

"Muita gente saiu e fundou outras escolas. Meu avô [Francisco Papa, o Chico Pinga, fundador da Lavapés] mandou ela escolher entre ele e o samba. Adivinha a resposta?"

Os primeiros desfiles da escola não juntavam mais de 30 integrantes. Homens tinham de se vestir de baianas. Hoje, reúnem 500 foliões. A fantasia é gratuita. Quem chegar animado segue o enredo na avenida Alvinópolis (zona leste), no domingo, às 23h40.

Sem quadra há três anos, a Lavapés ensaia na baixada do Glicério. As batucadas são acompanhadas por entusiastas, membros da comunidade, pedestres e moradores de rua. A casa de Rose serve de barracão.

De subvenção do Carnaval, a Lavapés recebe R$ 30 mil, mas sua presidente calcula que precisa do dobro para ir à avenida.

Com cofres vazios, no primeiro ano sem Madrinha Eunice, Rose fez camisas estampadas com o rosto da avó e uma de suas frases: "A Lavapés teve começo, mas nunca terá fim".




Escrito por DIRETORIA. ÁGUIA DE OURO às 12h28
[] [envie esta mensagem] []


Sábado , 13 de Março de 2010

COLUNA DO MESTRE JUCA

COLUNA DO MESTRE JUCA DO ÁGUIA DE OURO SÃO PAULO

QUE CARNAVAL FOI ESSE?

Carnaval de 2010 foi complicado,
difícil, cheio de percalços, mais mesmo assim fomos
Guerreiros e mantivemos nossa
Águia de Ouro no
grupo especial que é o nosso lugar,
Abrir carnaval em São Paulo é muito
complicadas dificilmente as escolas que abrem o desfile
conseguem se manter no grupo especial.
Tivemos só em janeiro de 2010 em
nossa quadra nada mais do que 7 (sete) enchentes que
derrubaram muros, que molharam matérias que iriam ser
usados em carros alegóricos e fantasias, mais mesmo
assim ficamos quietos e continuamos trabalhando.
Ai vem à pergunta porque não
chamaram a imprensa pra mostrar isso? ai respondemos,
pra que? Para a imprensa ter o que mostrar no carnaval?
não fazemos escândalos nós trabalhamos e ai está à
diferença.
Antes de pensarmos que algumas
notas dadas pelos jurados foram injustas vamos pensar em
melhorar aonde fomos mal para 2011.
Ano que vem já sabemos que seremos
a segunda escola de samba a desfilar no sábado de
carnaval dia 05/03/2011
e antes de nós desfila nada mais nada menos que Nenê de
Vila Matilde, ou seja, mais um desfile com pressão ai a
responsabilidade de realmente melhorarmos aonde não
fomos bem em 2010.
Somos Grandes e não podemos nos
conformar com um 11º lugar e achar que está bom, Jamais,
nosso lugar é e sempre vai ser no mínimo entre as 5
campeãs.Para 2011 vamos trabalhar mais
forte, vamos nos unir, trabalhar porque sem trabalho não
chegaremos a lugar nenhum.
Logo retomaremos nossos ensaios e
se você é ÁGUIA DE OURO DE
VERDADE está na hora de mostrar sua cara e
somar junto com todos para levarmos nossa querida escola
ao topo maior do carnaval de São Paulo, sempre assim,
Trabalhando, sem escândalo.

ÁGUA DE OURO RUMO A 2011
Mestre Juca.


Escrito por DIRETORIA. ÁGUIA DE OURO às 13h54
[] [envie esta mensagem] []


Quinta-feira , 11 de Março de 2010

ANA CRISTINA, RAINHA DA BATERIA 2010


Escrito por joilson batista às 06h23
[] [envie esta mensagem] []



CONVITE PARA TODOS

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA PARA FINS ELEITORAL

 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 001/2010.

 

O Presidente do Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Águia de Ouro, no uso das atribuições que lhe são conferidas  pelo Estatuto nos seus artigos: 6º e 9º combinando com os artigos 10, 11 e 14, convocam os sócios desta entidade para a ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA que será realizada no dia 14 de março de 2010, com início as 19h30min, nas dependências da Escola Municipal Rômulo Pires, situada na Rua Diocleciano Nunes de Rezende, nesta cidade de Sousa, Estado da Paraíba para a realização da Eleição e Posse da nova diretoria desta entidade.

Os interessados em concorrer ao referido pleito, poderão inscrever suas chapas até as 12:00h do dia 13 de março do corrente, mediante pedido por escrito a Comissão Eleitoral, na Rua: João Trajando Nº 05, nesta cidade de Sousa - PB.

 A Comissão Eleitoral será formada pelos seguintes membros:

José Ribamar da Silva

Rogério Lucas Neves da Silva

Adriana Formiga de Lima

 

A ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA deliberará em primeira convocação somente com metade mais um dos associados, em segunda convocação trinta minutos após com qualquer número de associados presentes, de acordo com o Estatuto Social, artigo 10.

 

 

Sousa – Paraíba, 08 de março de 2010

José Ribamar da Silva

Presidente da ESAO


Escrito por joilson batista às 06h20
[] [envie esta mensagem] []


Quarta-feira , 10 de Março de 2010

Origem e história das escolas de samba do Brasil

A Deixa Falar foi a primeira escola e samba do Brasil. Ela foi fundada em 18 de agosto de 1928, na cidade do Rio de Janeiro, por Nilton Basto, Ismael Silva, Silvio Fernandes, Oswaldo Vasques, Edgar, Julinho, Aurélio, entre outros. As cores oficiais desta escola de samba eram o vermelho e branco e sua estréia no carnaval carioca ocorreu no ano seguinte a sua fundação.

O termo “escola de samba” foi usado, pois na rua Estácio, onde aconteciam os ensaios, havia uma Escola Normal. A escola de samba Deixa Falar funcionava ao lado desta Escola Normal. 

A Deixa Falar fez muito sucesso entre os moradores da região. Ela acabou por estimular a criação, nos anos seguintes, de outras agremiações de samba. Surgiram assim, posteriormente, as seguintes escolas de samba: Cada Ano Sai Melhor, Estação Primeira (Mangueira), Vai como Pode (Portela), Vizinha Faladeira e Para o Ano sai Melhor.

Nestas primeiras décadas, as escolas de samba não possuíam toda estrutura e organização como nos dias de hoje. Eram organizadas de forma simples, com poucos integrantes e pequenos carros alegóricos. A competição entre elas não era o mais importante, mas sim a alegria e a diversão.


Escrito por joilson-batista às 10h10
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   





Histórico

OUTROS SITES
    UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog